Mostrar mensagens com a etiqueta jogos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta jogos. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 9 de junho de 2017

As saudades que tinha disto !

Muitas das minhas memórias mais queridas da minha infância são de momentos passados com a minha avó Irene em que ela brincava comigo, dedicada, atenta e criativa. Também me lembro de brincar a alguns jogos com a minha prima. Houve uma noite, na Guarda, em que a brincarmos ao mikado, o primo Hugo e eu chorámos juntos pela morte da avó Irene e houve imensos monopólios com o meu padrasto João, imensas noites de poker de dados em família e jogos de cartas são incontáveis. Com o meu pai jogava mais Red Alert em LAN nos computadores, ou Doom ou... 

Sou muito focada em construir memórias. Em (ainda não consegui) garantir atenção dedicada, directa. Aos poucos, a Irene já começa a ser uma boa companhia para jogos e tenho a certeza de que nos vamos divertir muito. Uma primeira experiência foi no fim-de-semana em que fomos ao Aquashow em Quarteira e levei jogos de tabuleiro da Majora

Acabaram por se juntar todos em torno dos jogos (a Isabel da Joana Paixão Brás, os filhos da Joana Bandeira - a fotógrafa - e o David, pai da Isabel ;)). Eu aproveitei esses minutos para obter alguma Vitamina D (e que havia um pai por perto para lhe passar a pasta). 

Fechei os olhos e ouvi "família". Um momento em que todos estavam a aprender qualquer coisa (eu que gosto muito de apanhar sol, ahah): cada um esperar pela sua vez, motricidade fina, o que é reciclagem, a observar, entreajuda ("deixa estar que eu faço")... 

Quando fui à pediatra de desenvolvimento (por causa da Irene ter um andar "diferente"), ela fez vários "jogos" com ela para averiguar o estado do desenvolvimento e uma coisa "gira" que descobriu é que, por causa do iPad, a Irene não tem paciência para tentar encaixar as coisas: faz só metade do trabalho e depois espera que as peças encaixem sozinhas.

Este tipo de jogos só me parecem positivos (a não ser que tenham uma Luisinha por perto que punha os peões na boca em menos de um segundo). 

O que acham de terem umas férias com mais destes jogos? Recomendam alguns? 



 



 

 







Coisinhas giras: 

Jogos - Majora

Fato de banho Irene - Boboli

Fato de banho Isabel - Tsuru

Fotografias - The Love Project 

✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Ainda sobre o Capuchinho Vermelho

Há um jogo de que todos gostamos cá em casa, do Capuchinho Vermelho, em que temos de encontrar os pares. Podem encontrá-lo aqui. Além do típico jogo da memória, podemos contar a história com as peças, pô-las por ordem cronológica, inventar histórias alternativas, fazer torres com as peças, basta puxar pela imaginação. Ainda por cima é em madeirinha, como eu gosto. <3






Lanche com o lobo

Os saquinhos do chá (foto acima) e estas quatro bolachinhas são da Vera, do Eu, ele, a Maria e o Miguel <3


Sessão da Capuchinho completa: aqui. <3


Jogo Capuchinho - Catavento
Fato de carnaval - Imaginarium
Cesta - Tiger

............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

terça-feira, 14 de junho de 2016

O jogo preferido da Irene.

No outro dia, quando o pai chegou a casa surpreendeu a Irene com uma prenda. Ele é como eu e não resiste em comprar-lhe qualquer coisa quando anda a "passear" mais sem rumo numa loja em que também tenha coisas para ela (como é o exemplo da FNAC). Como ele passa todos os dias com ela em casa até eu voltar do trabalho foi-lhe fácil encontrar algo que pudessem brincar os dois e em que ficassem os dois felizes com a escolha.

A ideia é pescar os números/cores (que têm a forma de peixe) com uma cana e depois colocar os números no sítio correspondente ou na cor certa. 














Estou encantadíssima com o jogo, não acham giro?

Os vossos andam doidos com o quê? ;)